login
5 dicas para sair do vermelho
Publicado 05 Fevereiro, 2015
5 dicas para sair do vermelho
Márcio Raimundo Márcio Raimundo
Educação Financeira
Comentários 0 Comentários

Com o grande aumento do consumo que se deu nos últimos anos, muita gente acabou perdendo o controle e se endividando. Essa situação tende a se agravar com o passar dos meses, caso nenhuma atitude seja tomada para estancar a sangria.

Se você se encontra nessa situação, veja aqui cinco dicas simples e eficazes para liquidar suas dívidas e manter controladas as suas finanças pessoais.

1. Identifique seus gastos

Responda rápido: você sabe exatamente em que gasta o seu dinheiro? A maioria das pessoas não sabe e acaba gastando mais do que o orçamento permite. Fazer um orçamento doméstico e anotar todas as despesas é o primeiro passo para ter um controle de suas finanças e sair do buraco.

Liste todas as suas despesas e suas receitas. Identifique as despesas obrigatórias, os supérfluos, os gastos esporádicos e tudo o mais que você gastar, por mais ínfimo que seja o valor. Só assim, ao final de algum tempo, você saberá exatamente para onde está indo o seu dinheiro e em que você pode economizar.

Existem diversas planilhas para orçamento doméstico disponíveis gratuitamente na internet. Para ajudar você nessa missão, o Minuto Dinheiro confeccionou uma planilha simples, editável e bem resumida para você contabilizar seu orçamento. Clique aqui para fazer o download. Você pode adequá-la às suas reais necessidades. O importante é começar!

2. Negocie descontos nas contas mensais

Telefone celular, internet, TV a cabo, assinaturas de revistas e jornais, anuidade do cartão de crédito, academia... São muitos os exemplos de contas a pagar em nosso orçamento mensal, não? Apesar de representarem serviços praticamente essenciais, essas contas podem ser reduzidas sem perda substancial de conteúdo. Basta não ter vergonha de ligar e pedir o desconto.

No caso dos cartões de crédito, é quase regra eles oferecerem 50% de desconto na anuidade. Dependendo do valor mensal da sua fatura, esse desconto pode chegar até a 100%. Basta ligar e negociar.

Contas de telefone demandam uma negociação mais demorada, mas geralmente funciona. Em último caso, mude para um plano de menor custo que continue atendendo aos seus objetivos. 

Empresas de TV a cabo são bem receptivas aos pedidos de desconto, mas geralmente diminuem o número de canais do seu pacote. Avalie se você realmente precisa daquele super pacote com filmes que você nunca assiste ou se um pacote menor, com redução substancial de custo, pode atender bem a você e sua família.

Esses são apenas alguns exemplos. O valor que você economizará vai depender da sua habilidade de negociação, mas certamente representará um ganho substancial em seu orçamento.

Se você acha que uma redução mensal de R$ 20,00, por exemplo, é pequena, experimente multiplicar esse valor por 12 meses e veja quanto você economizou em 1 ano.

3. Troque suas dívidas

Dívidas no cartão de crédito ou no cheque especial são responsáveis pelo aumento exponencial do rombo nos orçamentos domésticos. Nunca, em hipótese alguma, negocie sua dívida com o cartão de crédito para pagar em pequenas parcelas mensais. Os juros cobrados são altíssimos.

Fuja dessas dívidas com juros altos. Faça um empréstimo com um familiar ou peça um empréstimo consignado no seu banco e liquide todas as suas dívidas. Assim, você estará trocando dívidas com juros altos por uma única de juros menores, passando a ter apenas uma obrigação mensal.

4. Evite compras por impulso

Segundo uma pesquisa realizada em 2014 pelo SPC, mais da metade da população compra por impulso (veja a matéria aqui).

Essa prática, no entanto, quase sempre leva a um descontrole que pode levar ao fracasso o seu orçamento financeiro. Vale lembrar que muitas dessas compras são feitas em crediário com juros, aumentando ainda mais o rombo doméstico.

Antes de comprar aquela TV de tela grande ou aquele sapato “na promoção” do shopping, avalie se o bem a ser adquirido é realmente necessário, pesquise preços em outras lojas e veja se está dentro do seu orçamento.

5. Mantenha-se firme no seu propósito

Paciência e perseverança são duas palavras chaves para sair de vez do vermelho e passar a ter controle sobre seu orçamento. Os resultados virão aos poucos, o importante é manter-se firme em seu objetivo.

Até a próxima.


O texto reflete a opinião do(s) autor(es). O Minuto Dinheiro não se responsabiliza por lucros ou prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Márcio Raimundo, investidor da bolsa desde 2009; leitor assíduo de fóruns e portais de economia e finanças, pretende demonstrar que investir na bolsa é mais simples do que se imagina.

 

 

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.