login
Educação Financeira
Um dos produtos que mais os bancos tentam vender para seus clientes – independentemente da renda ou perfil do cliente - é o Título de Capitalização. Provavelmente você que nos lê agora já foi abordado pelo seu banco, pelo menos 1 vez.
Publicado 05 Agosto, 2015
Ricardo Rolim
Comentários 0 Comentários
Educação Financeira
Esta semana o Comitê de Política Monetária (COPOM) aumentou pela sétima vez seguida a taxa básica de juros, a SELIC. Com isso, a taxa de juros está em 14,25% ao ano, maior nível desde 2006. A alta dos juros pode ser uma péssima notícia para uns, da mesma forma que pode ser uma maravilha para outros. Na crise, o seu melhor aliado pode ser o seu pior inimigo. Depende do lado que você se posicionar.
Publicado 30 Julho, 2015
Márcio Raimundo
Comentários 0 Comentários
Educação Financeira
Foi publicada a lei que estabelece o reajuste da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física. Desta vez o Leão diminuiu a mordida nas duas primeiras faixas salariais, já que o reajuste foi de 6,5%. Na prática, quem ganha menos no país poderá até em alguns casos deixar de pagar o imposto de renda. A terceira faixa teve reajuste de 5,5%, a quarta faixa ficou com 5 %, e na quinta faixa o reajuste foi de apenas 4,5%.
Publicado 23 Julho, 2015
Ademir Cruz
Comentários 0 Comentários
Ações e Opções
Muita gente pensa que investir na Bolsa de Valores é como fazer apostas em um cassino. Nessa ideia, o investidor escolheria uma ação e torceria para ela subir e, com sorte, poderia vendê-la com lucro. Nada mais equivocado. Investir em ações é bastante simples, mas requer estudo, disciplina e paciência para colher os frutos no futuro. Através do estudo, o investidor saberá quais os critérios para escolher as melhores ações; com disciplina, investirá suas economias regularmente para aumentar sempre sua carteira; e, finalmente, com paciência, saberá esperar o melhor momento para vender as ações com lucro.
Publicado 20 Julho, 2015
Márcio Raimundo
Comentários 0 Comentários
Educação Financeira
Não é novidade para ninguém que estamos atravessando uma grave crise econômica, com inflação em alta, aumento de desemprego e recessão. Nosso salário não consegue mais acompanhar o aumento dos preços e todo mês nos deparamos com alguma surpresa desagradável: hora é a gasolina que aumenta, hora a eletricidade, mensalidade escolar, alimentação... tudo pressionando nosso suado salário que parece cada vez menor.
Publicado 07 Julho, 2015
Rodrigo D'Avila
Comentários 0 Comentários

Páginas

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.