login
Como escolher uma corretora de valores
Publicado 13 Março, 2015
Como escolher uma corretora de valores
Márcio Raimundo Márcio Raimundo
Ações e Opções
Comentários 0 Comentários

Se você tem interesse em investir na renda variável e leu o nosso artigo “Por que investir na Bolsa de Valores?”, já sabe que é necessário fazer o cadastro em uma corretora de valores para ter acesso às ferramentas que te possibilitarão iniciar seus investimentos.

Mas uma coisa que talvez você ainda não saiba é que através de uma corretora de valores você também pode investir em vários produtos da renda fixa, como CDB, LCI, LCA e Tesouro Direto. E o melhor: de forma simples e prática, na tela do seu computador, e com custos bem inferiores aos cobrados pelos bancos.

Na prática, a corretora de valores funciona como um banco de investimentos, onde você pode investir em produtos de renda fixa e variável. O leque de opções de investimentos é grande e cabe a você decidir em quais produtos pretende aplicar suas economias.

Daí a importância de escolher bem uma corretora. Preço de corretagem, estabilidade do Home Broker, possibilidade de investimento em renda fixa e relatórios disponibilizados pela Corretora são itens que devem ser levados em consideração nesse processo.

Atualmente existem mais de 80 corretoras cadastradas na BM&F Bovespa, então é preciso pesquisar bem para fazer a melhor escolha. Veja aqui o link com todas as corretoras cadastradas na BM&FBovespa.

Taxas cobradas pela corretora

Existem duas taxas principais que são cobradas pelas corretoras, e que variam bastante entre elas: a taxa de corretagem e a taxa mensal de custódia.

A taxa de corretagem é cobrada em cada operação de compra ou venda de ativos em renda variável, e pode variar desde menos de R$ 2 por operação até mais de R$ 50. Dependendo do número de operações que você faz no mês, sua escolha pode fazer uma enorme diferença.

A taxa mensal de custódia é cobrada pelo serviço de guarda de seus ativos na corretora. O preço também varia bastante e várias corretoras não cobram nada, desde que o cliente faça pelo menos uma operação mensal.

Para investimentos em renda fixa também é comum a cobrança de taxas. Penso que a mais importante delas é a Taxa do Tesouro Direto. As corretoras costumam cobrar uma taxa que varia entre 0,1% a 2% ao ano. Veja o quanto cada corretora cobra por este serviço nesse link. Se quiser aprender mais sobre o Tesouro Direto, já escrevemos sobre ele aqui e aqui.

Home Broker

O Home Broker é a principal ferramenta utilizada pelo investidor para operações de compra e venda de ativos. Por isso é extremamente importante saber se o Home Broker da sua corretora é estável, funcional e tem interface amigável.

Através do Home Broker você tem acesso ao painel de ações da Bovespa em tempo real, podendo personalizar a ferramenta da forma que melhor lhe convier, editando a plataforma com as ações da sua preferência.

Um Home Broker instável, que trava no momento em que você mais precisa, pode te causar um enorme prejuízo. Portanto, na hora de escolher uma corretora veja a avaliação dos usuários no que diz respeito a essa ferramenta.

Investimentos em Renda Fixa

Outro ponto importante a considerar é se a corretora disponibiliza investimentos em renda fixa, e se esses produtos podem ser facilmente encontrados para investimento no site da corretora ou via Home Broker.

É sempre bom diversificar seus investimentos, por isso o Minuto Dinheiro aconselha sempre o investidor a distribuir suas aplicações em renda variável e renda fixa. Se a corretora não oferece esses serviços, ou não oferece todas as opções de investimento em renda fixa, melhor procurar outra.

Relatórios e Educacional

A parte educacional de uma corretora é, talvez, o principal serviço que o usuário vai utilizar, principalmente para quem está iniciando no mercado de ações. Relatórios financeiros com dicas de onde investir, análise de mercado, carteiras recomendadas, análises de empresas, entre outros, são de fundamental importância para quem pretende investir.

Além disso, a parte educacional com cursos de análise técnica e fundamentalista, palestras on line e presenciais, chat ao vivo com especialistas, etc, ajudam ao investidor a aprender os primeiros passos para investir com maior segurança.

Todas as corretoras oferecem esses serviços, e em grande quantidade. O desafio aqui é conseguir escolher aquelas que têm melhor conteúdo e que dão acesso a conteúdos e relatórios exclusivos.

Nossa recomendação

Coincidentemente os quatro integrantes do Minuto Dinheiro utilizam a Rico Corretora. Quatro investidores diferentes, em momentos distintos, depois de suas pesquisas acabaram escolhendo a mesma corretora. Essa escolha não foi fruto do acaso, mas de muita pesquisa, comparação de preços e avaliações de usuários. Consideramos a Rico como o melhor custo-benefício entre as corretoras analisadas.

A Rico oferece uma ótima plataforma online de investimentos (Home Broker), estável e completamente editável onde você pode fazer suas operações de compra e venda de ativos, Fundos Imobiliários, minicontratos, opções, aluguel de ações, contratos futuros e compra de Tesouro Direto com rapidez e segurança.  Outras opções de renda fixa, como LCI, LCA e CDB também são facilmente acessadas pelo site.

A parte educacional e de análises também é excelente. A Rico fornece acesso exclusivo ao portal Bastter.com e aos relatórios Lopes Filho, com informações e recomendações sobre as principais empresas da bolsa. Os clientes têm acesso a cursos presenciais e online, chat com especialistas, recomendações de carteiras, análises diárias e muito mais.

Um outro diferencial da Rico é a possibilidade de Investimento Programado. A partir de R$ 100,00 mensais você pode programar compras em ações, fundos e tesouro direto. No dia programado a Rico debita o valor da sua conta e aplica no(s) investimento(s) que você escolheu. É uma forma simples e segura de fazer o seu pé de meia.

Até mais!


O texto reflete a opinião do(s) autor(es). O Minuto Dinheiro não se responsabiliza por lucros ou prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Márcio Raimundo, investidor da bolsa desde 2009; leitor assíduo de fóruns e portais de economia e finanças, mostrará que investir na bolsa é mais simples do que se imagina.

 

 

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.