login
O que é o Ibovespa?
Publicado 29 Março, 2016
Ricardo Rolim Ricardo Rolim
Ações e Opções
Comentários 0 Comentários

É muito comum uma pessoa leiga na área de investimentos ouvir no rádio, ver na TV ou ler em algum site na internet que “a bolsa está em queda”, ou que nos últimos meses acumulou ganhos, etc. De repente, isso pode acontecer com você também, que nos lê agora. Será que quando “a bolsa caiu” todo mundo perdeu ou quando “a bolsa disparou” todos os investidores ficaram ricos?

Já escrevemos aqui que existem alguns mitos de investir na bolsa. Também escrevemos mostrando as vantagens de se tornar um investidor em ações. Antes de mais nada, acredito que toda pessoa que pretende investir na bolsa não deve entrar no escuro, mas procurar estudar, conhecer estratégias de investimento, como a Buy and Hold, por exemplo. E por isso, também é importante entender e até explicar para seus amigos e familiares, que quando se fala que a bolsa sobe ou cai, provavelmente a notícia se refere ao IBOVESPA, o principal índice de ações da bolsa de valores brasileira.

 

O Ibovespa

O IBOVESPA retrata o valor atual, em moeda corrente, de uma carteira teórica de ações. Essa carteira é reavaliada a cada 4 meses, com o objetivo de manter sua representatividade ao longo do tempo. Foi constituído em 1968 a partir de uma aplicação hipotética, sendo que em 2013 passou por mudanças conceituais de modo a ser aprimorado. Todas as ações que compõem o índice são negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo e a quantidade pode variar de acordo com as regras de composição.

Atualmente o índice é composto por 60 ações de empresas de diversos segmentos: bancos, alimentos, bebidas, serviços financeiros, construção civil, comércio varejista, químico, petroquímico, telecomunicações, energia, etc. Você pode visualizar todas as empresas que compõe o índice atual clicando aqui.

Para estar dentro do IBOVESPA as ações em questão devem atender uma série de critérios, como valor da ação e a liquidez da ação – particularmente considero que o principal critério seja o volume financeiro negociado diariamente. Você pode conhecer todos os critérios que são levados em conta clicando aqui.

 

Mas por que é que a Bolsa (o Ibovespa) sobe ou desce?

É que cada ação, dentro da carteira teórica, tem um peso. É uma média ponderada, então. Algumas ações tem um peso maior, então se essa ação sobe mais, ela tende a puxar o índice pra cima, e se cair, puxará o índice para baixo. Por ser uma média ponderada, pode ocorrer, por exemplo de uma ação isolada subir bastante e mesmo assim o índice variar positivamente apenas 0,5%, ou até mesmo cair. Ou então as ações de um determinado segmento subirem bastante, como o siderúrgico, e ações de outro segmento caírem, como as do setor bancário, por exemplo, e ao final do dia o índice ficar praticamente estável.

Outro fator importante: quando você lê que o índice hoje subiu, entenda que ele subiu em relação ao dia de ontem. O índice básico que é mostrado é sempre em comparação ao dia anterior. Isso não impede de você acompanhar séries históricas – semanais, mensais, trimestrais, semestrais, anuais, etc., até para entender melhor o comportamento do índice ou de uma ação específica. Então se semana passada o índice subiu 10%, significa que subiu 10% em relação à semana anterior. Se em fevereiro subiu hipoteticamente 20%, a referida alta foi em relação ao mês de janeiro anterior. Clique aqui e veja como você pode verificar séries históricas.

 

Quando a bolsa (o Ibovespa) cai, todos perdem dinheiro? E quando sobe, todos estão ganhando?

Bem, conforme explicado, se o Ibovespa está caindo, não necessariamente todas as ações estão em queda e todos os investidores estão perdendo e se o índice está subindo, a análise é a mesma, algumas ações podem estar subindo enquanto outras caem.

Além disso, se os preços das ações caem, é porque de um lado tem alguém vendendo e do outro lado tem alguém comprando. E vice versa: numa alta, tem alguém vendendo e alguém comprando. Então, não se pode tirar conclusões se em tempos de alta ou baixa os investidores estão ganhando ou perdendo, pois isso vai variar de acordo com a estratégia de cada investidor.

É por isso que antes de virar um investidor, faz-se necessário um estudo prévio e a busca de orientação adequada para entender qual o seu real objetivo e a partir daí montar um plano de investimentos – de curto, médio ou longo prazo.

 

Até a próxima.

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.