login
Utilizando o FGTS para amortizar o saldo devedor do financiamento imobiliário.
Publicado 19 Julho, 2016
Ricardo Rolim Ricardo Rolim
Educação Financeira
Comentários 0 Comentários

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviços (FGTS) foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho (fonte).

No início de cada mês, os empregadores depositam em contas abertas na Caixa, em nome dos empregados, o valor correspondente a 8% do salário de cada funcionário. O FGTS é constituído pelo total desses depósitos mensais e os valores pertencem aos empregados que, em algumas situações, podem dispor do total depositado em seus nomes (fonte).

Uma das situações previstas para utilização do FGTS é justamente para amortizar ou até quitar o saldo devedor do financiamento imobiliário.

Se você possui imóvel financiado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), como o Minha Casa, Minha Vida, por exemplo, pode utilizar o valor disponível em sua conta do FGTS para amortizar o seu saldo devedor do financiamento.

 

Mas por que é vantajoso amortizar o saldo devedor do financiamento imobiliário ao invés de deixar os depósitos “rendendo”?

É simples: o rendimento do FGTS é muito baixo. Atualmente, a correção é de 3% a.a. mais a TR – só pra você ter uma ideia, a TR em 2015 rendeu 1,7954%. Isso significa que o rendimento do saldo do FGTS é menor do que o rendimento da caderneta de poupança, que atualmente é baixo, muito baixo - em 2015 a caderneta de poupança rendeu 7,79%, enquanto a inflação oficial foi de 10,67%.

Em resumo: a inflação oficial foi maior que a caderneta de poupança e o rendimento da caderneta de poupança foi maior do que o do FGTS!

Considerando que o financiamento imobiliário na melhor das hipóteses possui taxa de juros de 6% a.a. mais a TR, sempre será mais vantajoso utilizar o FGTS  para amortizar a dívida.

 

Utilizando o FGTS.

Para quem possui imóvel financiado, o saque do saldo do FGTS para amortizar parcelas ou redução do número de parcelas pode ser feito a cada 2 anos, contados a partir do momento do uso.

Recomendo fortemente que sempre que puder você realize o saque para diminuir sua dívida, dando preferência para a redução do número de parcelas, pois assim, você estará reduzindo o valor dos juros que vai pagar.

Para realizar o saque, procure a agência da Caixa Econômica Federal a qual você realizou o seu financiamento. No site da Caixa, você também encontra as informações sobre os documentos necessários.

 

Até a próxima.

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.