login
Fundos Imobiliários: a forma mais prática de se investir em imóveis
Publicado 30 Março, 2015
Fundos Imobiliários: a forma mais prática de se investir em imóveis
Rodrigo D'Avila Rodrigo D'Avila
Fundos Imobiliarios
Comentários 0 Comentários

Olá, amigos do Minuto Dinheiro. Hoje vamos falar sobre um tipo de investimento ainda pouco conhecido da maioria das pessoas, que são os Fundos Imobiliários (FIIs).

Um dos investimentos mais populares do nosso país e, considerado de menor risco pela população, é o investimento em imóveis. Sempre ouvimos falar que investir em imóveis é garantia certa de valorização no futuro. Não que isso seja totalmente verdade, principalmente nessa época em que os preços dos imóveis estão num patamar muito alto, mas todo mundo tem algum parente ou algum conhecido que comprou um imóvel por X reais e vendeu, alguns anos depois, por 2 ou 3 vezes a mais do que o preço de compra.

O imóvel proporciona, além de uma possível valorização no futuro, uma renda mensal, na qual costumamos chamar de renda passiva (dinheiro que você ganha sem gastar tempo tendo que trabalhar) caso você o mantenha alugado. Em contrapartida, investir em imóveis apresenta algumas dificuldades, que são:
1) Exigência de um alto valor para começar a investir nesse mercado: qualquer que seja o imóvel, residencial ou comercial, popular ou de alto padrão, sempre exigirá um investimento significativo para a compra.
2) Baixa liquidez: se você tem um imóvel e precisa do dinheiro para a semana seguinte, ou até para o mês seguinte, dificilmente você conseguirá vendê-lo nesse tempo. Alguns imóveis demandam vários meses para conseguir realizar sua venda.
3) Altas taxas e impostos: para comprar e vender imóveis, você provavelmente precisará de corretor, que cobrará uma taxa em cima da venda. Também temos as taxas de cartório e ITBI, além do IPTU que precisa ser pago anualmente.
4) Manutenção: alugado ou não, todo o imóvel demanda manutenção periódica, que poderá ocasionar numa diminuição da sua rentabilidade, além de trazer transtornos para o proprietário.
5) Inadimplência do inquilino: caso você alugue seu imóvel, ainda corre o risco da inadimplência do seu inquilino, que além de diminuir o retorno do seu investimento, lhe trará muita dor de cabeça.

E o que você acha de investir em imóveis eliminando quase todas essas desvantagens? É exatamente isso que se propõe o Fundo Imobiliário, que nada mais é do que dividir um imóvel ou um conjunto de imóveis, em milhares de cotas, com valores bem pequenos, e vendê-los para qualquer pessoa interessada. Por exemplo: vamos imaginar um imóvel de R$ 100.000,00 (cem mil reais) dividido em 1.000 (mil) cotas de R$ 100,00 cada.  Caso você compre 1 cota, você será dono de 1/1000 do imóvel, ou seja, 0,1% do imóvel, e terá direito a todo o rendimento (aluguel) na sua proporção adquirida. Caso você compre 100 cotas de R$ 100,00, você será dono de 10% do imóvel.

As principais vantagens do investimento em Fundos Imobiliários são:

1) Baixo valor de investimento: você pode começar a investir com qual qualquer valor. Há fundos imobiliários com a cota variando em torno de R$ 1,50.
2) Possibilidade de diversificação: em vez de ter somente 1 imóvel físico, você pode ter participação em 10, 15 ou mais imóveis (Fundos), diminuindo bastante seus riscos.
3) Alta liquidez: comparado ao imóvel físico, os FII's possuem uma altíssima liquidez, após a distribuição (venda) de todas as cotas no mercado primário, através de corretoras, essas cotas poderão ser revendidas na bolsa de valores, exatamente igual a uma ação de empresa. Você consegue comprar e vender no mesmo dia, no minuto seguinte, caso queira.
4) Gerenciamento do imóvel: você não precisa se preocupar com manutenção, IPTU, ITBI, Inquilino. Todo esse gerenciamento é feito pela Administradora do Fundo.
5) Renda passiva: igualmente a um imóvel físico, você recebe mensalmente o valor do aluguel na sua conta da corretora, na proporção de sua participação no imóvel. Se você tiver apenas 1 cota, receberá o valor correspondente a essa cota.
6) Tributação: diferentemente do imóvel físico, que você precisa pagar 15% de Imposto de Renda sobre os ganhos com aluguel, nos FII's, esse ganho é isento de imposto. Você não pagará nenhum imposto sobre a distribuição da renda mensal.
7) Acesso a imóveis de alto padrão: com os fundos imobiliários, você poderá ter participação em imóveis de altíssimo padrão, desembolsando valores bem baixos.
8) Venda fracionada: no imóvel físico, você somente pode comprar ele inteiro e vender inteiro. Nos FII's, você compra fracionado e vende fracionado.

Mas lembre-se, Fundos Imobiliários são investimentos em renda variável, ou seja, a cota pode valorizar, como desvalorizar. Uma das suas maiores vantagens, que é a alta liquidez, também faz com que o valor do imóvel suba ou desça de acordo com com o humor do mercado naquele momento. Percebe-se que as cotas dos FII's variam menos do que as ações de empresas, mas mesmo assim, elas podem perder um pouco do seu valor, mas também podem apresentar valorização.

As cotas de FII's devem ser adquiridas através de Corretoras, pelo Home Broker, se for no mercado secundário (revenda de cotas), ou diretamente com seu corretor, se for no mercado primário (primeira distribuição de cotas).

Uma última dica para quem quer investir nesse mercado: quando você compra um imóvel como investimento, você não fica toda a semana procurando saber quanto ele vale. Tente levar esse mesmo conceito para o mercado de FII's, compre a cota e esqueça a cotação na bolsa, se preocupe somente se o imóvel(is) estão sendo bem administrados e se o pagamento mensal de rendimentos está dentro do que você considera adequado.

Até a próxima.


O texto reflete a opinião do(s) autor(es). O Minuto Dinheiro não se responsabiliza por lucros ou prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Rodrigo D'Avila, formado em Administração de Empresas. Investe desde 2006 no mercado financeiro e pretende compartilhar nesse espaço os conhecimentos e experiências adquiridas ao longo de todos esses anos.

 

 

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.