login
Vale a pena pagar a cota única do IPTU para obter 10% de desconto?
Publicado 25 Março, 2015
Vale a pena pagar a cota única do IPTU para obter 10% de desconto?
Márcio Raimundo Márcio Raimundo Ricardo Rolim Ricardo Rolim
Educação Financeira
Comentários 0 Comentários

Se você mora em Maceió, provavelmente já recebeu o carnê do IPTU para o ano de 2015.

Caso não tenha ainda recebido, você pode obter o boleto para pagamento da cota única no site da Prefeitura, clicando aqui. Fique atento, o prazo para pagamento da cota única ou a 1ª parcela vence no dia 31/03/15.

Infelizmente, nesse ano de 2015 a Prefeitura de Maceió retirou um benefício que muitos contribuintes já estavam acostumados: pagar a cota única e obter um excelente desconto, de 20%. Com a necessidade de aumentar o caixa do Município, o percentual do desconto para pagamento em parcela única foi reduzido para 10%.

Dia 31/03 é a data limite para os contribuintes optarem pelo pagamento da cota única com 10% de desconto. A mesma data deve ser usada para quem deseja parcelar, pagando no dia 31/03 o valor da primeira parcela.

O desconto continua bom, mas não tão bom como era antes para os contribuintes, principalmente para aqueles que se esforçam para manter as contas em dia. Na verdade, penso que quem paga em dia é que foi penalizado. Mesmo assim, se você estiver com dinheiro sobrando, não deixe de aproveitar esse desconto. Obter desconto sempre é bom! Porém, se para pagar a parcela única você tiver que entrar no cheque especial, atrasar a fatura do cartão de crédito ou qualquer outra conta em que os juros possam afetar o seu orçamento, nem pense em fazer isso. Aí, o melhor é parcelar o IPTU.

Caso você possua o valor da cota única guardado como uma reserva para emergências, utilize para pagar e obter o desconto, desde que você tenha o compromisso consigo mesmo de repor essa reserva o mais rápido que você puder.

Outro fator importante a ser levado em consta é a Taxa de Expedição (T. EXP). Caso você pague a cota única, paga uma única taxa de expedição no valor de R$ 5,01. Todavia, se você optar pelo parcelamento em 10 vezes, você pagará 10 taxas de expedição (uma por parcela!), o que no final gerará um valor pago de taxas de R$ 50,10, ou seja R$ 45,09 a mais em taxas pelo fato de estar parcelando, além de não obter o desconto de 10%.

O valor total a ser pago é constituído de três rubricas: 1) IPTU, que é o imposto principal e cujo valor corresponde à quase totalidade da dívida; 2) T.C.T.D.R.S.D.U. - Taxa de Coleta, Transporte e/ou Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares Urbanos; e 3) Taxa de Expedição, que é um valor fixo de R$ 5,01 incidente sobre cada boleto.

O desconto de 10% para pagamento único incide somente sobre os valores de IPTU + TCTDRSDU. Conforme dito acima, o valor da Taxa de Expedição é fixo e incide sobre cada boleto.

Para facilitar o entendimento dos leitores, vamos imaginar a seguinte situação: o valor do seu IPTU + T.C.T.D.R.S.D.U. totaliza R$ 1.000,00. Pagando a cota única, você obterá os 10% de desconto (R$ 100,00), pagando R$ 905,01, pois a Taxa de Expedição está inclusa na parcela. Optando por parcelar, serão 10 parcelas de R$ 100,00, acrescidos em cada parcela o valor de R$ 5,01 da Taxa de Expedição, totalizando R$ 105,01. Ao final, você terá pago R$ 1.050,10. Considere, nessa situação hipotética, que você possua na caderneta de poupança exatamente os R$ 1.005,01. E agora? Paga à vista os R$ 905,01 e fica livre da dívida, ficando com R$ 100,00 na caderneta de poupança? Ou é melhor parcelar, retirando R$ 105,01 por mês para ir pagando as parcelas?

Bem, considerando que a caderneta de poupança está rendendo atualmente 0,6409% ao mês e se esse valor se mantiver constante nos próximos 10 meses (sem alteração na taxa SELIC), em optando por retirar mensalmente R$ 105,01 da caderneta da poupança para pagar o IPTU parcelado, após 10 retiradas seu saldo final seria negativo de - R$ 16,46, já considerando os rendimentos do período. Veja que o desconto obtido para pagamento em cota única (R$ 100,00) é bem maior do que o que você acumularia parcelando, inclusive por que você teria que realizar um aporte extra para poder quitar o seu IPTU, conforme o quadro abaixo:
 

Saldo

Inicial

Valor da

Parcela

Saldo

após pagto.

Ordem das

Parcelas

Data de

Vencimento

R$ 1005,01 R$ 105,01 R$ 900,00 1ª Parcela 31/03/2015
R$ 905,76 R$ 105,01 R$ 800,75 2ª Parcela 30/04/2015
R$ 805,87 R$ 105,01 R$ 700,86 3ª Parcela 29/05/2015
R$ 705,35 R$ 105,01 R$ 600,34 4ª Parcela 30/06/2015
R$ 604,18 R$ 105,01 R$ 499,17 5ª Parcela 31/07/2015
R$ 502,37 R$ 105,01 R$ 397,36 6ª Parcela 31/08/2015
R$ 399,90 R$ 105,01 R$ 294,89 7ª Parcela 30/09/2015
R$ 296,78 R$ 105,01 R$ 191,77 8ª Parcela 30/10/2015
R$ 192,99 R$ 105,01 R$ 97,98 9ª Parcela 30/11/2015
R$ 85,55 R$ 105,01 - R$ 16,46 10ª Parcela 29/12/2015


Veja, pelo exemplo acima, que na última parcela em 29.12.2015 você terá o valor de R$ 88,15, todavia a parcela será de R$ 105,01. Assim terá que complementar o valor em R$ 16,46 para poder quitar a dívida.

Dessa forma, é muito melhor pagar a cota única, seja pela economia total nas taxas de expedição (R$ 45,09), além do desconto de 10% que você terá no ato do pagamento.

Esperamos ter ajudado.

Até a próxima!


O texto reflete a opinião do(s) autor(es). O Minuto Dinheiro não se responsabiliza por lucros ou prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Ademir Cruz, formado em Ciências Contábeis, é leitor habitual da literatura financeira. Pretende demonstrar como pode ser interessante o mundo das finanças pela ótica da Bolsa de Valores.

Márcio Raimundo, investidor da bolsa desde 2009; leitor assíduo de fóruns e portais de economia e finanças, pretende demonstrar que investir na bolsa é mais simples do que se imagina.

Ricardo Rolim, formado em Administração de Empresas, e um curioso em investimentos no mercado de ações e no Tesouro Direto, onde mantém aplicações.

 

 

PORQUE O SEU TEMPO É DINHEIRO!
Receba novas publicações no seu email. Diretamente para você a cada semana.
Dicionário Financeiro

Digite um termo para visualizar o seu significado.